Tô no mundo - Leopoldo Vieira


Água na Boca | 17/08/2017

Pra uma pessoa que gosta de sushi, tem coisa melhor do que essa deliciosa iguaria oriental? Tem! Se ela vier até a sua casa, sem você precisar nem sair do sofá ou da cama pra escolher e pedir! O melhor sushi da cidade é aqui e ainda tem delivery. Tá com fome? Então pede pelo nosso WhatsApp! 🍣💞
*#SushiÁguaNaBoca #Sushi #RestauranteÁguaNaBoca #OMelhorSushi*

Comparilhe nas redes sociais:


Economistas recebem homenagem em sessão na Assembleia Legislativa | 10/08/2017

Professora Joseney Queiroz, ex-diretora do Campus da Uern, em Pau dos Ferros, recebe homenagem póstuma
Em comemoração ao Dia do Economista – celebrado dia 13 de agosto – vários profissionais de todo o Rio Grande do Norte foram homenageados, nesta quinta-feira (10), pelo deputado estadual Carlos Augusto, em sessão solene, na Assembleia Legislativa.
 
Durante o evento, o deputado Carlos Augusto destacou o importante papel dos profissionais da economia no dia a dia das pessoas. Para o deputado, os economistas trabalham visando o bem-estar das, sobretudo os mais pobres.
 
“Louvemos as iniciativas do Conselho Regional e do Sindicato dos economistas do Rio Grande do Norte, que estão direcionando suas ações e a atuação de seus profissionais para se aproximarem cada vez mais da população mais pobre do Estado”, disse o deputado.
 
Entre os homenageados pelo deputado estava a ex-diretora do Campus da Uern, em Pau dos Ferros, professora e economista Joseney Queiroz, morta em junho. A homenagem póstuma foi representada pelo professor Flaubert Torquato. 
 
O deputado Carlos Augusto também fez entrega de placas aos economistas Antônio de Lisboa Batista, Joacir Rufino de Aquino, Joani Brito de Sá, Roberto Máximo de Lima, Sérgio Cunha de Aragão Mendes e Vera Maria Olímpio Guedes.
 
O economista Joacir Rufino de Aquino, falou em nome dos homenageados, e em seu discurso lembrou da sua formação pela Universidade Estadual (UERN), falou da luta cotidiana dos profissionais da área nos diferentes ramos de atuação, citando a sala de aula e as pesquisas acadêmicas. Rufino também falou da gratidão aos colegas de profissão que indicaram seu nome para receber a honraria.
 
Quem também foi homenageado foi o presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon), Ricardo Valério. Ele aproveitou o evento para lançar mais uma edição da Cartilha do Conselho, voltada para a educação financeira. 

Comparilhe nas redes sociais:


Quadrilha Paixão Junina faz lançamento em agosto em Riacho da Cruz. | 17/07/2017

  A festa de pré-lançamento da Quadrilha Paixão Junina 2018 já tem data marcada para acontecer. O evento será realizado no dia 19 de agosto de 2017, no Mercado Público de Riacho da Cruz – RN e contará com Show Cultural (O Espetáculo Esquetes) da Companhia de Teatro Cactus da cidade de Portalegre e apresentação do Grupo Atores de Cristo de Riacho da Cruz. Logo após as apresentações a população e visitantes poderão curtir muita música eletrônica com os melhores rits da atualidade com o DJ Waguinho.
Os ingressos ao preço de R$ 2,00 estão à venda com os dançarinos da quadrilha. 
Não deixe de prestigiar o evento. 
Realização – Quadrilha Paixão Junina.

Comparilhe nas redes sociais:


Reunião do Pólo Serrano na cidade de São Miguel e o prefeito Zé Gaudêncio e Adriana incentivando o turismo. | 10/05/2017

Comparilhe nas redes sociais:


O deputado Galeno Torquato (PSD) participou nesta sexta-feira (17) da inauguração de uma unidade do Restaurante Popular em São Miguel, fruto de um pleito do parlamentar ao Executivo Estadual. | 20/03/2017

“A instalação do Restaurante Popular no município é uma importante conquista para a população. A iniciativa irá beneficiar diariamente 400 pessoas, entre estudantes, trabalhadores e desempregados. Por meio do nosso mandato na Assembleia Legislativa, vamos continuar atuando para que essa ação seja ampliada e contemple também outros municípios da região”, destaca o deputado.

Com a entrada em funcionamento do Restaurante Popular no município oestano, a população terá acesso a uma refeição diária ao custo simbólico de R$ 1, oferecida de segunda à sexta-feira. A unidade será viabilizada através da Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas) e segue as normas de segurança alimentar, com cardápio padronizado e balanceado para oferecer refeições de qualidade à população de menor poder aquisitivo.

Comparilhe nas redes sociais:


Orquestra Municipal de Violões -Pau dos Ferros. | 15/10/2016

Na noite do dia 14 de outubro, foi realizado no Auditório da Casa de Cultura Popular Joaquim Correia o projeto Musicando na Praça. Na ocasião, foi instituída a Orquestra Municipal de Violões, a partir da solenidade de doação de instrumentos musicais proveniente de cidadãos pau-ferrenses.
A noite também contou com um coquetel cultural e apresentações de outros projetos da SECULT. #MusicandonaCasa #Música #IncentivoàCultura

Comparilhe nas redes sociais:


Um buquê de flores com o cheirinho do meu carinho para o amigo Clistenes Carlos, pessoa da minha estima é do meu coração. Felicidades | 06/10/2016

Comparilhe nas redes sociais:


#TôPeloMundo: Bonito-Pernambuco | 22/08/2016

 

Opa, leitores! Como eu já havia comentado, viajar envolve muito logística e programação para dar tudo certo. Escolher bem o destino e ver se ele se encaixa no seu orça

mento é de suma importância, pois obviamente, existem destinos que são mais inflacionados que os outros.

Estava devendo essa postagem da viagem que fiz há um mês, Bonito-Pernambuco. Um lugar pouco conhecido e que me surpreendeu muito.

Bonito é uma cidade de interiorzão, muito pacata, de gente muito simples e com uma zona rural imensa. Ela não oferece muitas opções mais sofisticadas para quem procura bons restaurantes ou compras, por exempl o. Resumindo: é uma cidade de baixo custo total.

Programamos a viagem com duração de quatro dias. Saímos em uma sexta e retornamos na segunda, de maneira bem tranquila, conhecendo as estradas. Como fomos de carro, um aspecto importante de se informar é o estado de conservação das pistas/estradas: Não tivemos dificuldade com isso, obviamente quando não se conhece o caminho, você fica apreensivo e não coloca grandes velocidades em anseio a prováveis buracos, porém como eu disse, achei a qualidade de quase todo o trajeto muito digna.

A programação de saída era de 05am (porém quase não acordo pq dormi muito tarde com ansiedade kkk), enfim, horário de saída de Pau dos Ferros 06:30. Percorremos um grande trecho pelo Rio Grande do Norte até Caicó e descemos para a Paraíba, Campina Grande, continuando o trajeto ao Pernambuco. Chegamos em Toritama-PE por volta de 12:30 e resolvemos parar para almoçar, a fome já estava matando. Infelizmente tivemos um imprevisto e minha namorada teve seu iphone furtado, o que abalou bastante a viagem e quebrou muito nossa programação, tivemos que ir a Caruaru para resgatar o chip e perdemos algumas horas por este incidente. Então, o horário que estaria programado para a chegada era por volta das 14h, porém só chegamos de 17h concomitante ao pôr do sol.

Neste primeiro dia, todos estavam ainda meio chateados com o acontecido e resolvemos descansar. Jantamos em uma pizzaria (muito boa e barata) na rua principal da cidade.

No segundo dia, acordamos cedo e fomos ao Bonito ECO Parque, chegar lá foi bem fácil e intuitivo. Este espaço oferece opções para todos os perfis de viajantes, tanto em hospedagem ou camping, como em atividades para adultos e crianças, bem como os níveis de dificuldade. Passamos a manhã lá e fizemos arvorismo, rapel, tirolesa e paredão de escalada. O parque também conta com uma piscina muito boa e restaurante com comida tradicional/caipira. Pela tarde, fomos a duas cachoeiras: a Cachoeira da Pedra Redonda e a Cachoeira Barra azul (a mais bonita de todas, na minha opinião). Para entrar nas cachoeiras, os nativos lhe cobram um valor de cinco reais para o acesso.

Como eu já falei no início do post, Bonito é uma cidade que não oferece grandes opções, todos os lugar es para se comer são extreeeemamente simples. Decidimos então jantar na segunda noite em Gravatá, que fica a 55km. Gravatá é uma cidade “irmã” que polarizou a especulação imobiliária e muitos investimentos. É muito desenvolvida e tem muitas opções de ecoturismo, hospedagem, gastronomia (vale planejar um final de semana só nesta cidade). Escolhemos o restaurante Barito Fondue, apesar de ter um valor mais $algado, estava dentro do meu planejado. A comida e o atendimento foram excepcionais, além de ter um ambiente muito agradável cheio de lareiras (e também lhe oferecem mantas para te manter aquecido – lá é muito frio e tem muitoo vento, que piora a sensação térmica).

Nota: O trajeto para Gravatá tem trechos com bastante trepidação e alguns buracos.

No segundo dia, fomos para a maior atração de Bonito: A cachoeira Véu da Noiva. Neste lugar descemos o rapel de 40metros e uma tirolesa imensa.

Nota: É interessante aos que são de primeira viagem e não conhecem rapel, como eu, fazer o mesmo roteiro, pois no eco-park você faz um mini-rapel de 06metros (e já se prepara psicologicamente e se familiariza com a técnica).

Confesso que apesar do treino no dia pregresso, o rapel do Véu da Noiva é GIGANTE e um pouco assustador. Ele tem um grau de dificuldade avançado, com momentos de descida positiva e negativa (quando você apoia os pés na pedra como se fosse o chão e momentos que é como se estivesse descendo uma parede, respectivamente). Além da altura ser grande, há momentos que que a corrente dágua bate nos seus pés e ajuda a deslizar e te desequilibrar, levando alguns tombos, que não foi o meu caso, porém meu amigo quase que não sobrevive (ahhahahahahahah). Esta atividade só recomendo para pessoas com maior destreza.

A tirolesa também é muito grande, porém uma atividade que não lhe exige muito.

Pela tarde fomos para a cachoeira Paraíso. Esta, tem um bar bem próximo e o banho de cachoeira é super agradável, então passamos o resto da tarde tomando algumas cervejas e relaxando por lá.  Na noite, ficamos na cidade e fomos ao Bonito Grill, que é bem decente, mas a comida demorou quase 1hora, apesar restaurante estar praticamente vazio.

 

 

Nota: Aos que desejam fazer o passeio de balão, em Bonito acontece. Custa 400 Dilmas, ops, Temers. O responsável trabalha no restaurante Bonito Grill e como na vida, se você conversar direitinho, ele baixa “um pouco” o preço se o grupo for maior.

Bem. Esta foi a minha experiência de final de semana. Como foi uma viagem com um tempo reduzido, não teria como ver todas as atrações que Bonito oferece. Nós preferimos fazer as coisas com calma e relaxando, sem criar clima de animosidade. Paramos o carro algumas vezes para comprar frutas, completamente orgânicas e vendidas pelos moradores de lá e também tirar fotografias: os caminhos são IRADOS, você mal acredita que aquilo é no nordeste.

 

 

Comparilhe nas redes sociais:


Página 1 de 11
Destaques
Procurando algo?
Parcerias